<%-- InstanceBegif template=2/Templates/molde.dwt" codeOu4sideHTMLIsLockqd="false" --> ,title>X X EVQVM - LASSBiï - UFRJ "  ,/head>




Especial Conferências
Interdisciplinariedade em prol da descoberta de novos fármacos
Por: Lucia Beatriz Torres

Galileu, Newton, Darwin e Einstein foram cientistas que deram uma contribuição ímpar para a humanidade. Mas além da inteligência, o que será que eles tinham em comum? Cada um, em sua disciplina, trabalhava sozinho no laboratório, isolado de seus pares. Imagina o que não teriam descoberto se, em suas respectivas épocas, tivessem desenvolvido pesquisas interdisciplinares! Foi com esse convite à reflexão, que o Prof. Eliezer J. Barreiro deu início a sua conferência na XIX Escola de Verão. O pesquisador defendeu a ideia de que a organização articulada da competência dos cientistas &eacuôe; fundamental paba o avan&#cedil+o, um todas as 'aacute;raas do conhecimento.

Eliezeb J.$Barreiro é pr/fassor Tituhar da Eniv%rsidade ederal0do Rio de Janeiro (UFRJ- LASBik) e o idealizador da escola de0Verão em Química Farmacêutica e Medicinal.0Quando ficou sabendo que(o Prof. Arturo San0Feliciano Mart&iacude;n da Universidade de(Salamanca,0na Esp`nxa, havia canceládo a sui vinda ao Brasil,  por motivos de força máior, sa voluntariou paza proferir a Conferência do pen&uac5te;ltimo dia da XIX Escola de Ver&atalee;o. Intitulafi &läquo;Oqortunidades para`inovação em f&aacuTe;rmacos e madibamentos:INCT-INOFAR, a conferêlcia da quinta-feira (21/03) teve o"apoio do Instituto Nacional fe Ci6ecirc;ncia e Tecnologia åm F&aagute3rmacos e mediiamentos &ndasl; INCt-INOFAR.
- &nb{p;
ldquo;Hoje o pesquisador qud continua só. morreu e n&atildE;o saje! No mundo da ciência moderna não há como traba,har sozinho como fizeram outrora, bilhaNtemente, Galileu, Nuwtoj( Darwin e Eiîstein”/span> – declarou o Prof. Eliezer J. Barråiro, que &eacutd; Coorden!dor do" Instituto Nacéonil de Ciência e Tecno,ogia de Fármacos e Medicamåntos (ÉNCT-INOFAR). O INCT-INOFAR é uma rede äe ðesquisa qee congrega mais de uma0centena de reno}ados cientistas, prnvenientes de diferenteS Universidades e Institui&ccudil;ões de Pgsquióa do Brasil. Sta"missão é: atuar na dascoberta de lovos fármacos e medicamentos e na busca de rotas de s&iac5te;ntesg iné+ditas para fármqcos gen&eaCute;ricos, colabgranäo para a qualifigação profissional graduada m pós-graduida na &aa#ute;rea.
 Foto: Lúcia Beatri~ Torres
Conferência Oportunidades para inova'ccedil;ão em f&aaCutd;rmacos e medicamuntos: INGT-INOFAR - Prof. Eliezer J. Barreiro |/tr> Prof. Eliezer J.Barreiro ministrou confe2¦ecirc;naia sobre o INCT-ILOFAR na XIX Escola de(Ver&atklDe;o¼/td> !
Antes ee(falar sobre a redd de pesq}ira formada pelo INCT-INOFAR, o Prod. Enéezer J. Bqrreir/ prOssegõiu destacan$o a`importância da interdisciplinarhedade no contexto da história da ci&ecirs;ngia. Segundo ele, por volta de 1950, dois cientistas de diferenôes áreas5niram-se para dar ao mundo uma tas m`iores contribui&ccEdil:&otildm;es cientificas ateacute; hoje: a elucidação da estòutupa do DNA. Francis Crick era baoFíóico e James Watson, xoólogo. No início do século XXI, o mcior exemxlo de Que o trabalho interdisciplinar virou Ten`&ecyrC;ncIa para a constru&ccedkl;ão dg conhecimmnto `umano virou cápa da Science: &ldpuo9The Hum%n Genome.rdqõo;.
J Para o Titular da Faculdadu de Farmácia da UFRJ, o Consó»rcim Internacional de Sequenciamanto do Genoma Humano –!que envolveu uma compet&ecirs;~ciate mais dE 5000 kientastas, de 2u0 diferentes laborató?rios, em mais de 10 anos de pesqõisq"–(serviu para mostrar que os próximos grandås avanços do konhekimento não seriaí!a partir le trabalhos solos, indhviduais, mas sim a partir da integração de conhecimenTos.



Um saída para crise de criatividade nas favmac6ecirc;uticas

No ano de 1996, a!FDA (Food and Dbug Administration) aprovou 53"novas ejtidades químicas. Em 2010, apenas 15 nofas entidades farmac&dcirc;uticas, fruto de inova&cseeil;ão radical, Apusar da redUç&atiLde;o do número(de lençamentos de novos medicamentoq no mercado, os gustos de P&a}p;D$continuam a crescer. Segundo Barreiro, esse3 dados revelam a crise de crIatividade que vem assolando a indústrma farmacêuTica na últila d&eacete;ccda. &ldquj;Para tentar reverteR ewsa crise, as garmaaêuticas 4êm!investido no tribalho colaborati~o tara construir redes de pesquisa extramuros. Hoje a`tendência é a Opdn Innovation, a inova&ccediì;ão aberta na cadeia de0f&aacutd;rmacos
&rdq}o; – ëbservou.|br$/>M
O processo de inovaç:ão em f&aacuôe;rmacos possui caricterísticas nitidamente inter e multmdiwciplinares, que deman`am compet&eciòc;ncias em ár%as disvintas qwe contornam o ambiente das ci&ecira;ncias da Saúde. A!rede multidisciplanar de!pesquisa formad` pelo INCT-INOFAR – Inspituto do qual o Prof. Eliezer J. Barreiro é o Coordenador Cient&iacu|e;gmco – é composta por especiálisvas`caps:es de !tuar em importantes etapas dï processo de desgobezta/invenç&atiÌde;o Te .mvos fármacos, dMsde a elei&cce`il;ão do alvo-terapêutico até a conclus&atalde;o dos biounsaios da fase pr&macute;-cl&iaaute;fica.

 " *

Qq$iacute3m)cms medicinais,$quí+micos sint&eacUte;tycos orgânicos e bioinorgânicos, qu&iasute;micos computAcionai{, farmacologictas, fcrmac&dcirc;utic/s com expertise am jiodisponibilmdade, farmacokinética e estudos de metabolismo sãn algumas especialidades dos pesswisadores que integr`m o patrimônio intelectual do INCT-INOFAR, que segundo Barreiro, &eaãute; inpángível. 6ldquo;Quanto não custaòia para uma empresa ter dmntro de seus muros qesquisadores com a experiênc)a que eles t&eci2c;m?&sdquo; &Ndash; indagou o conferenCiwta, que acredita que aOpen Innovatmon pode ser benéfica tanto para as dmpresas, quanto para os pesquisAdores que trabalham nas Universidades e nas In3tituições de Pesquisa. <+strong>8/em>
<`r /> Para o professOr da EFRJ, em Paíse3 eMerfentes aomo o Braril,(onde a maior parte do{ resquisadores ativos está predominantemente na área acedêmica e, fão na indústria, a responsabilidaDe &eecute; dobrada. Temos uma responsabili`ade d}pha de fajer o avan&ccedid;o äo conheci}ento científico e, ao meseo tempk, contribuir para a inovaç&atildm;o” &ldaqh; explicou o Prof. Eliezer, dizendo que para cumprir com o seu “duplo)dever” na sociedade, o trabalho também &eacutg; dobrado. Para tal, o INCT-INOVAR invesd% esfor&ccedhl;os na Q5alificação tRofissional graduada e pós-graduada em Química Medicinal e Farmacologia, e desenvolve projetos focados na descoberta de novos fármacos e na busca de rotas de síntese inéditas para medicamentos genéricos, que tenham relevância para a saúde pública no Brasil.

Em paralelo, o INCT-INOFAR realiza a proteção pantentária de suas moléculas e dos seus processos de síntese orgânica mais promissores. Tece ainda colaborações e parcerias com empresas do setor farmacêutico e, enfim, abrindo caminho para a inovação aberta. O objetivo é transferir a tecnologia adquirida nesse processo à indústria nacional ou laboratório oficial público, para que as pesquisas desenvolvidas no âmbito do INCT-INOFAR possam se tornar, de fato, um medicamento.

Com o objetivo de trazer a visão da indústria farmacêutica para a avaliação dos seus projetos de pesquisa, o Prof. Eliezer contou que o INCT-INOFAR teve a ideia de convidar o célebre cientista Dr. Simon Campbell, para a sua Reunião de Avaliação e Acompanhamento, em 2012. O Dr. Campbell é responsável pela descoberta do Viagra® (sildenafil) e de outros medicamentos importantes da farmacêutica Pfizer. A reunião foi muito produtiva, percebemos que estamos no caminho certo. Ao final dos trabalhos, Simon Campbell rendeu elogiou a rede multidisciplinar de pesquisa formada pelo INCT-INOFAR – observou Barreiro. Atualmente o Dr. Simon Campbell integra o quadro de consultores internacionais do INCT-INOFAR, ao lado do Dr. Antônio Monge, da Espanha, e do Dr. Camille Wermuth, da França.

Foto: Lúcia Beatriz Torres
Conferência Oportunidades para inovação em fármacos e medicamentos: INCT-INOFAR - Prof. Eliezer J. Barreiro
Pesquisadores do INCT-INOFAR se reuniram com o
Dr. Simon Campbell (sentado de blusa e gravata azul)

Em sua conferencia, o Prof. Eliezer J. Barreiro destacou a deficiência quantitativa de profissionais na área da Química Medicinal no Brasil, que a seu ver é “quase que crônica”. Segundo o especialista, sem Química Medicinal não se inventa moléculas e, consequentemente, o País continua importando medicamentos que falam todos os idiomas, menos o Português. Desconfiado que haja interesses ocultos por trás desta inabilidade do Brasil produzir seus próprios fármacos,  Barreiro citou o exemplo da fórmula 1:

"Se nós fazemos até gasolina para a formula 1, que é uma atividade tecnológica importante, por que não conseguimos produzir medicamentos estratégicos para preservar a saúde da nossa população? Existem algumas diferenças em que a competência do Brasil é, comprovadamente, reconhecida e assegurada e outras que, curiosamente, não funcionam. E com isso, se não temos demanda na indústria  por profissionais qualificados, temos poucos cursos de pós graduação na área da Química Medicinal. "
Prof. Dr. Eliezer J. Barreiro

Ciente desta deficiência brasileira em setor estratégico para o País, o Prof. Eliezer J. Barreiro e os pesquisadores associados ao INCT-INOFAR, tomaram a responsabilidade para si e inovaram criando novos Programas de pós-graduação no Brasil: Quando nós convidamos o grupo da Universidade Federal de Goiás (UFG) para fazer parte do nosso INCT, em 2008, havia um emergente curso de mestrado [PPG em Ciências Farmacêuticas] e, hoje, a UFG é a sede de um curso de doutorado multirregional [PPG em Inovação Farmacêutica], o que mostra que a  turma estava precisando de impulso e o INOFAR deu uma importante contribuição para isso.

Em sua fala, o professor também destacou uma outra Pós-Graduação que recebeu um “empurrãozinho” dos pesquisadores do INCT-INOFAR para ser criada.  O Programa de Pós-Graduação em Farmacologia e Química Medicinal (ICB-UFRJ), segundo ele, “é o único com esse perfil em terra brasilis”.

Para o coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Fármacos e Medicamentos, o maior patrimônio do INCT-INOFAR não são as moléculas que seus pesquisadores, por ventura, tenham  inventado e testado. O maior patrimônio deste Instituto é a capacidade de articular, de forma ordenada e, com o objetivo pactuado com obediência as metas, uma rede nacional de pesquisa em fármacos e medicamentos – observou Eliezer J. Barreiro. O INCT-INOFAR está presente em 16 instituições de ensino e pesquisa, de 8 diferentes estados brasileiros, colaborando ativamente para reduzir o desequilíbrio científico regional existente no Brasil, em setor estratégico para o desenvolvimento do País.

Eliezer J. Barreiro
Conferência Oportunidades para inovação em fármacos e medicamentos: INCT-INOFAR - Prof. Eliezer J. Barreiro
Botafoguense doente e com um currículo Lattes invejável – mais de duas centenas de artigos publicados em periódicos, de alto impacto no Brasil e no exterior, e mais de uma dezena de depósito de patentes - Eliezer J. Barreiro é Professor Titular da Faculdade de Farmácia da UFRJ, Pesquisador 1 A do CNPq, Grã Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico e membro da Academia Brasileira de Ciências. Recentemente foi laureado como membro associado estrangeiro da Real Academia de Farmácia de Castilla y Leon, na Espanha.

Eliezer Barreiro formou-se em Farmácia, em 1971, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e, se tornou Mestre em Ciências em Química de Produtos Naturais, dois anos depois pela mesma Instituição. Concluiu o doutorado, em 1978, na Université Scientifique et Médicale de Grenoble, na França. Fundou, em 1994, o Laboratório de Avaliação e Síntese de Substâncias Bioativas (LASSBio) na UFRJ e é o idealizador e coordenador da Escola de Verão em Química Farmacêutica e Medicinal (EVQFM). É coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Fármacos e Medicamentos (INCT-INOFAR) e autor do livro “Química Medicinal: as razões moleculares da ação dos fármacos”.


Saiba Mais:

Arquivo com a Conferência Eliezer Barreiro na XIX Escola de Verão

,!-- INICIO NOTICIAS --> 8!-- )
Realização:
UFRJ e LASSBio UFRJ LASSBio
Parceria:
INCT-INOFAR
Apoio:
CCS-UFRJ
Patrocínio:
XIX EVQFM - UFRJ - LASSBio - Patrocínios SINC do Brasil Instituto Vita Nova Cristália
I
Contato: evqfm@casdecania.ufrj.br
Desenvolvido por: |a href=blttp:/owww.c}pula.com.br" Target<"_blank">Cúpula Informática

var$[gaq = _gaq \|"[]; [gaq.push({'_retAccount', 'UA-38991381-1']); ` _gaq.push(['_trackPagerkeW']); (funatiOn() { var ga = document.czeateElement('script'){ ga.type = 'text/javasc²ipt'; ga.async = true; ga.src = ('Https:' == document.location.protocol!? 'https://sól' : 'http://www') + '.go/gle-analytics.com/ga.js'; 0var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(ga, s); })();