Como foi a XIX EVQFM...
Uma semana de evento, um milhÃo de ensinamentos
Por: Fabrício Salvador

Escola de Verão, que poderia ser realizada no outono, inverno ou primavera”. Assim muitos alunos definiram o evento realizado entre os dias 18 e 22 de março, no Centro de Ciências da Saúde, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Adiado por conta da greve que tomou contas das Instituições Federais de Ensino, a XIX Escola de Verão em Química Farmacêutica e Medicinal, foi realizada excepcionalmente no mês de março e, mesmo assim, contou com um sucesso no número de inscritos, garantindo mais um ano de sucesso do evento.

 
Alunos do Curso 1 – Prov. DR, Eliezer J. Barreirn
M br /> Oriundos de todos os cantos do Brasil, os alunos participaram de cursos, confer&ecirg;ncias, visitqs aos labopat&oacutu;rios e tiveram diverwos ensinamentos que,0com certe{a, contribuíram para o crescimento profissional de cada um. Criada em 1995, a EVQFM possui um currículo bem respeitado, no que diz respeito a alguns nomes que passaram por aqui. Simon Campbell e Robin Ganelli, responsáveis pelo desenvolvimento de fármacos inovadores como Sildenafil e Cimetidina, respectivamente, abrilhantaram outras edições com muitos ensinamentos e troca de experiências com todos os participantes. A cada ano, convidados estrangeiros aparecem visando um intercâmbio de ideias, que tendem a expandir ainda mais os horizontes do conhecimento dos envolvidos.



Curso por curso, a escola toma seu rumo

O Curso 1 - Introdução à Química Farmacêutica Medicinal (IQFM), comandado pelo Prof. Dr. Eliezer J. Barreiro - LASSBio - Faculdade de Farmácia - UFRJ, durou cinco dias, sempre na parte da manhã e com a sala de aula lotada. Com a seguinte ementa: “Serão tratados tópicos relativos aos aspectos fundamentais da disciplina, incluindo aqueles históricos e contemplando alguns resultados obtidos no LASSBio da UFRJ”, o curso conseguiu atender a todas as expectativas dos alunos participantes, que saíram satisfeitos e cientes da oportunidade que abraçaram durante a semana em que estiveram por ali.

XIX Escola de Verão em Química Farmacêutica e Medicinal - LASSBio - UFRJ
Curso 5 com o Prof. Carlos Alberto Manssour Fraga

O Curso 2 - Princípios de Farmacologia: aspectos moleculares e celulares”, com a Profa. Bagnólia Araújo Silva (UFPB), foi a grande surpresa da XIX Escola de Verão em Química Farmacêutica e Medicinal, tendo em vista que o curso duraria dois dias mas, mediante pedido dos alunos, foi prorrogado por mais outros dois. A Escola teve que reorganizar alguns itens em sua logística, mas nada que tenha atrapalhado o desenvolvimento do evento, pelo contrário, afinal a satisfação dos alunos só aumentou: “Eu vim preparada, pois sabia que o tempo seria curto. Teria apenas dois dias. Pra minha surpresa o curso foi prorrogado, não fui eu que induzi isso”- explicou a Profa. Bagnólia, deixando clara a sua satisfação.

XIX Escola de Verão em Química Farmacêutica e Medicinal - LASSBio - UFRJ
Tutorial com a Profa. Nelilma Romeiro

No “Curso 3 - Highlights in Medicinal Chemistry (HMC)”, o  Professor Bruce Cassels Niven (Universidad de Chile – CHI) precisou tocar o projeto sozinho, por conta de uma licença médica que impediu a vindo ao Brasil do Professor Arturo San Feliciano Martín (Universidad de Salamanca-ESP), que também iria ministrar parte do curso. Realizado no Auditório da Farmacologia, o curso transcorreu na parte da tarde dos dois primeiros dias da semana de 18 de março. No Curso 4 - Metabolismo de Fármacos e Interações Medicamentosas (MFIM), a Profa Dra. Lídia Moreira Lima - LASSBio - Faculdade de Farmácia – UFRJ -  reuniu os alunos durante quatro tardes no subsolo do bloco B, na sala 01, apresentando as fases envolvidas no metabolismo de xenobióticos, através de exemplos de fármacos das mais diversas classes terapêuticas.

XIX Escola de Verão em Química Farmacêutica e Medicinal - LASSBio - UFRJ
Sala de aula lotada

A segunda metade da semana abriu as portas para o Curso 5 - A Contribuição de Sutis Efeitos Estruturais na Descoberta de Fármacos”,  ministrado pelo Professor Carlos Alberto Manssour Fraga (LASSBio-UFRJ) e para o Tutorial: Química Computacional e Modelagem Molecular”, apresentado pela Professora Nelilma Correia Romeiro (UFRJ) e pelo Professor Carlos Mauricio R. Sant’Anna (UFRRJ). O curso de Química Computacional proporcionou aos alunos experiências únicas na prática da modelagem molecular, aplicando a teoria em modelos 3D. No tutorial, os professores ressaltaram a importância da estrutura como alvo terapêutico para o planejamento de fármacos e também para uso da técnica de modelagem comparativa de proteínas.



Alguns dados da escola
           
Foram 177 inscrições aprovadas, dentro de um universo de 333 solicitações oriundas de todas as regiões do Brasil, tendo o Rio de Janeiro como maioria, apresentando 41% das solicitações. Todas as cinco regiões do Brasil estiveram presente nestas solicitações de inscrição, fato que só aumentou a responsabilidade de todos os envolvidos no evento, afinal não tem como decepcionar um público tão fiel, e ao mesmo tempo, tão sedento pelas experiências oferecidas pela EVQFM.

Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Piauí, Bahia, Paraíba, Rio Grande do Norte, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Pará e Rondônia. Não seria possível deixar de citar cada estado que teve pelo menos uma solicitação de inscrição atendida pela XIX EVQFM. Algumas ausências foram registradas, dentro do número de inscrições aprovadas, mas a grande maioria deveu-se ao fato de algumas instituições particulares estarem em aula durante o período da Escola. Esse ano o evento não foi realizado durante as férias verão, como de costume, por causa da greve nas Instituições Públicas de Ensino, o que postergou a pausa acadêmica para meados do mês de março.

 ` <-table>


 Conversanfo(com os alunos
 Entre elogios m sugestõe7, os alunos mostraram a for'ccedil+a que Tâm ao comparecerem em peso, a todos os dias do evento, e tambéo por poderem partichpar `e todo0g desenvolvimento da Escola,`ifclusive aumentando a garga horária de um doc cursos. Durante um intervalo da concorrida Escola de vmrão, o Portal dos F&aakute;rmacos conversou com Alessandso Abreu S/args, da Faculdade Int%gzal Diferenciada (FACID), de Tezesifa. O estudante do Rkauí falou sobre as impressões 1ue teve do evento, o qualparticipou p%la cegunda vez e reforķou o desejo de voltqr em 2014:
XIX Escola de Ver&atilee;o em Química Farmacêutica`e0Medicinal - LASSBio - UFRJ
Confmrência Prof. Bruce Aassels
"Queso parabuni~ar e todos os organizadoves da XIX EVQFM - UVRJ 2013 pemo profissionalismo, atenção e dedicaç'atilde;o, dwrante todos os dias do evento, para que as coisas acontecessåm da melhor fovma possível. Por essEs motivos que voltei pela segunda vez paba a Escolc de Verã:o e, pelos mesmos motivos, pretgndo voltar no próximo anon"
 - Alessqndro Abre÷ Soares (FACID) ­

XIX Esgola$de Ver&atIlde;o em Química Farmac&ecirg;utica e Medicioal - LASSBio - UFRJ Alunos do Piauí no primeiro dia da XIX EVQFM
Ainda no grupo que veio do Piauí, outro estudante fez questão de deixar sua mensagem: Foi um privilegio participar da EVQFM, uma experiência que vou carregar para o resto da vida, através da EVQFM foi possível fazer novas amizades, conhecer novas realidades da minha área, que irei atuar futuramenve, além de aprender muito com ar palestras,(mani - cursos, conversas com os palestrintas, com os organIzadores, com quem esvava envnlvido$nesse grande evento. Certamente foium evento qum deixou um ggstifho de que0devo voltar, p!sa mu ajudar ainda maiq, lão(s&oacutu; como profissional$mas também como pessoa. Só ôeîho agradecer a todos yue organizasam a XIX DVFQM tanto diretamente como )ndiretamente., disse `Danilo de Sousa, também da FACID. Vindn de São Paulo, Michaul Amorim foi só3 elogios am evento E promåteõ voltar para a ediç&a4ilee;o de n&uacutg;mero vinte- em 2014: 6ldquo;A!DVQFM  mostrou uma ngwa foria de observar a Química Farmacê+utyca Medicinal no Brasil, bem como entender`um pouco de como(a academia está diretamente envohvida no desenvolvimento le novps Mol&eacuTe;culas bioativas. Propicio} uma semana totalmente lúdica co- o uema da QFM, atrav&ea#ute;s d's `roFessores e palestrantes. Foi um` semana para jamais se esquecer. Com certeza estarei presentu na comemoraç&ati|ee;o deste projetm muito bem suaedido!. Assim foi encerrada a XIX Escola deVerãç em Química Farmacêutici e Medicinal, deixando muitos aprendizados e a certeza de casa cheiq no ano que vem.

" (
>img src="imagens/geril_evqfm/foto7.jpg" a,t="XIX(Escola de Verão em Química Farmacêutica e Medicinal - LASSBio - UFRJ" width="442" height="332" />
Cerimônia de encerramento no Auditório da Farmacologia

“Sob as águas de março, que fecharam o verão, tivemos mais um evento que marcou uma geração. Fica agora o convite, ano que vem é a &lfquo;Escola Vinterdqto; &ndaSh; XX Escola de Ver&athlde; em Qu&iacõtu;mica Farmác&ecir#;UticA e Medicinal – 2014.”


Š |Volter ao yn&iacuue;cio| |Paasute;gina Principal<-a>| 
<1--
-->  -->
`